jornalismo de bolso

jornalismo móvel e colaborativo

futuro do jornalismo é uma coisa, o dos jornais é outra

Blog do Carlos Castilho no Observatório da Imprensa:

“Tentar salvar os jornais impressos como eles estão hoje é mais ou menos o mesmo que seria tentar preservar o emprego dos escribas depois que Gutenberg inventou as gráficas com tipos móveis, no século 14”

Disse a editora-chefe da página do The Huffington Post, Arianna Huffington, durante uma audiência na subcomissão especial do Senado norte-americano que contou com a participação de representantes de todas as partes envolvidas na crise dos jornais. Me lembrou de uma frase que ouvi de um dos pioneiros das novas mídias no Reino Unido, Bill Thompson, em uma palestra de tema semelhante que fui no ano passado: ele diz que a ladainha dos jornalistas que insistiam que os jornais não acabariam parecia com o mesmo discurso dos ferreiros de Londres no momento da chegada dos carros: “mas é claro que ninguém deixará de precisar de ferraduras”. Hoje em dia, esses profissionais se tornaram ferreiros ultraespecializados em cavalos de corrida ou viraram borracheiros. Da mesma forma, o fim dos jornais impressos não será o fim do jornalismo, como o fim das carroças nas ruas não foi o fim do transporte urbano. Na verdade, é o inverso.

Posted via email from jornalismo de bolso

Anúncios

Arquivado em:mercado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

tuitando

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

“Jornalismo de mochila? Que coisa mais fora de moda. Minha redação é meu bolso.” (Clyde Bentley, Dezembro de 2006)

Páginas

Compartilhe!

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

microblogue

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

RSS #j20_M09

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

RSS links no delicious

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
%d blogueiros gostam disto: